terça-feira, 15 de setembro de 2009

Buzzófias (com dois zz) contrata LPM... e rescinde logo depois

O "Buzzófias" (com dois zz), como sabem uma das mais lidas publicações online sobre marketing, publicidade, comunicação e media, sempre escrito "com uma boa dose de sarcasmo e humor", acaba de contratar os serviços de consultoria de comunicação da LPM.

Na tentativa de aumentar a base de fãs do blogue, a empresa de Luís Paixão Martins sugeriu uma estratégia que aposta no aumento de notoriedade nos meios do trade. O primeiro momento de comunicação, que pretende capitalizar acerca da especulação das verdadeiras identidades dos escritores do "Buzzófias", foi iniciado com a publicação de um pequeno teaser, publicado no jornal independente "Briefing", dado como próximo da LPM.

Na tentativa de adicionar reputação ao blogue e segundo fontes desta publicação, Luís Paixão Martins propôs mesmo tornar-se um dos escritores permanentes do "Buzzófias". A proposta foi aparentemente rejeitada, uma vez que os autores do blogue temiam ver os seus tremendos egos engolidos por esse que também assina todos os seus projectos - desde posts a empresas - com as iniciais mais reconhecidas do mercado da comunicação: LPM.

No entanto, face aos maus resultados desta primeira iniciativa, sobretudo pela quantidade de erros e teor da notícia, os serviços desta consultora já foram dispensados estando em vista a contratação de nova agência. A avaliar pelo que é escrito no Briefing, a YoungNetwork poderá ser uma das empresas contempladas.

10 comentários:

Luís disse...

Boa piada, anónimos. Imerecida mas engraçada. Vá, ajudem-me a propagar mais uma lenda. lpm (é minúsculo; em caixa alta é a empresa).

JC disse...

Nós próprios já fomos elevados a lendas com este "artigo". Temos de ter muito sentido de humor, como, aliás, o lpm tem demonstrado ter.

Abc

Luís disse...

Como sou assinante do Briefing, fiquei agora a saber que o posso passar a tratar por Jorge. É verdade que se cansou de ser assessor de imprensa do Zé?

JC disse...

nem cansado nem Jorge... apenas mais dois erros da notícia.

os jornalistas deviam confirmar melhor as fontes...

Luís disse...

Vá lá, pelos vistos acertaram no apelido. É por causa desses erros que eu tenho de ser tão insistente com as minhas iniciais. Mesmo assim, às vezes quando ando na rua, há quem me chame Cunha Vaz.

Luís disse...

E lá correram com a dinamarquesa para debaixo do tapete. Não é justo.

FV disse...

A posição da Dinamarquesa é apenas para dar destaque "ao que merece"... Afinal de contas, é um dia especial... E ela é" mentirosa"...

Mas não, nem os apelidos estão correctos. "Vestea" não sou, "Fernando" tão pouco e na "Cunha e Vaz" não estou... Pode ser me que "apresente ao serviço" já agora...

PR disse...

Luís, não seja modesto... manter querelas com lpm (assim mesmo, sem caps) tem maior peso mediático do que qualquer referência a um país nórdico...

O humor com que responde a esta provocação é de louvar... É spinning? ;)

Assinado: "o bloguista de Will it Brand?".

Luís disse...

Com esses argumentos compreendo que não vos restava alternativa à rescisão do contrato com a LPM. Faço votos para que a contratação da Youngnetwork - apesar da cisão - produza melhores resultados.

FV disse...

Apesar de tudo... é uma questão de "brio"... :)